Dicas,

Dieta das Guerreiras

22:38 Branco Menta 5 Comments


Pensei várias vezes se deveria fazer este post, já que, não me considero um exemplo para ninguém.
No entanto muitas pessoas pediram para eu falar sobre a minha experiência com dietas e nutricionistas.
Desde que me conheço que sou gordinha. Ok! Deve ter havido uma fase da minha vida em que não estava tão gorda (tipo... com 4 anos de idade? lol). Andei na ginástica e mais tarde até fiz algumas dietas. Nunca consegui emagrecer, ou quando emagrecia nunca era por muito tempo.
Já cheguei a pesar 98 quilos. Sou alta (1,73cm) e por isso, não se notava esse meu peso. Mas ainda assim, achei que 98 quilos era um exagero e fui baixando mas sem sair da casa dos 90.
Sempre disse que só iria ter força de vontade quando soubesse que ia casar. Quem é que sonha casar num vestido súper apertado, ou com uma bola enorme na barriga e dois ou três duplos queixos? Ninguém!
Dito e feito. Fui pedida em casamento em Novembro de 2013 com 93 quilos. Comecei então com a minha "dieta". Cortar nos doces, nos fritos, nas ditas casas de fast food, e por aí fora. De Novembro a Janeiro, sem qualquer nutricionista ou ginásio, perdi 4 quilos.

No entanto, e pela primeira vez, senti necessidade de ir a um nutricionista que me ajudasse a perceber um pouco mais do que deveria ou não comer, quantas vezes poderia comer alimento x e y, e por aí fora.
Sei que muitas pessoas não gostam da minha nutricionista e da sua dieta. Mas também sei que muitas pessoas já emagreceram "à pala" dos livros dela. Sei também que cada caso é um caso. Comigo resultou, porque o meu principal objectivo era emagrecer. Se o vosso principal objectivo é reduzir colesterol ou ganhar gordura, esta dieta não é a mais indicada.

Primeiramente cortou os hidratos de carbono da minha dieta diária: só podia comer um pão ao pequeno-almoço (integral ou de mistura). Cortou também a sopa nos primeiros quinze dias. Nos livros ela pede para cortarem nos primeiros quinze dias a fruta, mas como eu trabalho o dia todo em pé, ela permitiu comer uma peça de fruta por dia.
É nestas coisas que as pessoas acham estranho nesta dieta: porquê cortar a fruta se a fruta faz bem? Porquê não comer sopa se a sopa não engorda?
Nesta dieta não é preciso contar as gramas do bife e as colheres do acompanhamento. Isso são dietas que não funcionam comigo. São demasiado exageradas e começo a entrar em stress.
Ela corta a fruta nos primeiros quinze dias porque a fruta tem açúcar. A sopa, porque o objectivo da doutora é que comam bem e sintam-se de barriga cheia durante algum tempo. Normalmente quando comemos sopa, passado uma hora já estamos cheios de fome. E o que é que isso traz? Vontade de comer tudo e mais alguma coisa.
Nestes primeiros quinze dias o que notei foi: perda de volume incrível e uma alteração de comportamento em relação à comida. Muitas vezes estamos apenas inchados e nem damos por isso. Muitas vezes comemos hidratos de carbono à noite, e nem sabemos que se cortarmos apenas isso da nossa alimentação vamos emagrecer.
Com o tempo fui aprendendo a comer. O bom desta dieta é que podem comer um pouco de tudo, controladamente. Posso comer os meus iogurtes, tendo em conta que tenho que escolher os 0% gordura e 0% açúcares. Quando tenho vontade de um refrigerante, posso beber uma coca-cola zero. Quando tenho vontade de um doce, posso comer gelatina (igualmente 0% açúcares e gorduras), se quiser café, também posso beber (ela deixa por um pacote de açúcar por dia. Tudo o resto é melhor stevia). Existe milhentas receitas com muito bom aspecto e com óptimo sabor. Não temos que nos martirizar com o bifinho grelhado e a sopinha. Não aguento dietas dessas.

Mas sinceramente, o principal, aquilo que é mesmo muito importante, é a vossa força de vontade. Não podem fazer dieta porque outra pessoa quer que vocês emagreçam. Têm que fazer dieta por vocês próprios (pelo vosso bem estar e pela vossa auto-estima). Eu nunca gostei de ser gorda, mas não tinha um motivo muito grande para emagrecer. Não tenho problemas de saúde (a não ser colesterol elevado) e tenho um namorado que sempre disse que eu era linda. Mas emagrecer para o casamento tornou-se o meu principal objectivo.

É verdade que ando nisto há uns meses e ainda me faltam perder uns bons quilinhos. É verdade que vão chegar a uma fase em que vão notar que só a dieta não chega. Têm que fazer exercício físico. Mas o importante no meio disto tudo, é que nunca mais vou voltar a comer como comia antes. Mesmo quando atingir o meu peso ideal, não vou querer voltar àquela vida que tinha. Não toco em fast-food desde Novembro de 2013, e sinceramente? Não sinto falta nenhuma. Se tenho vontade de comer doces ou batatas fritas? Tenho. Uma vez por semana posso asneirar à vontade. E não pensem que vão engordar por terem feito asneira nesse dia. Esse é o dia em que vão dar ao vosso corpo aquelas coisas que queriam comer durante a semana e não puderam.

Deixo então aqui, por tópicos, algumas das coisas que considero importante para mudarem um pouco os vossos hábitos:
- cortar nos fritos;
- cortar nos doces;
- cortar nos refrigerantes e no álcool;
- comer pão apenas de manhã (integral ou de mistura);
- hidratos de carbono só de manhã (pão ou cereais) e como acompanhamento à hora do almoço;
- não comer hidratos de carbono depois das 18h;
- não comer fruta depois das 18h;
- trocar queijo normal por queijo magro;
- fazer sopa sem batata;
- usem muito as especiarias e deixem de usar manteiga para cozinhar os alimentos;
- se tiverem que usar alguma gordura, que seja um fiozinho de azeite;
- trocar iogurtes normais e de pedaços por iogurtes sem pedaços com 0% de gordura e de açúcares;
- comer fiambre de aves;
- se comem pão com fiambre, não coloquem queijo (e vice-versa);
- comer cenoura crua ou gelatina sempre que tiverem vontade de um docinho;
- beber muita água (1,5 ou 2L por dia);
- quando comerem fruta, acompanhem sempre com iogurte ou com uma fatia de queijo;
- podem substituir a peça de fruta por aqueles pacotes de fruta desidratada que existe no supermercado (atenção que alguns dizem "fruta + açúcar". Têm que escolher aqueles que têm apenas fruta);
- não saltem refeições (é importante comerem bem);
- fazer exercício físico (mas só depois de terem perdido alguns quilinhos. Com o exercício ganhamos músculo, o que poderá fazer com que nalgumas semanas pareça que não emagreceram nada. Vão ficar desanimados);
- se estás na fase de emagrecimento, não te peses todos os dias, pois vais entrar em paranóia. Escolhe um dia por semana e pesa-te apenas nesse dia (de manhã, sem roupa);

E aqui fica uma antes e um durante (porque ainda não posso dizer que existe um "depois". Tenho pelo menos mais 9 quilos a perder, e ainda vai demorar algum tempo). Mas também tenho um ano até ao casamento. De certeza que consigo, hehe.

You Might Also Like

5 comentários:

  1. Olá!
    Descobri o teu blog por acaso e como estou a começar a tentar perder algum peso achei este post muito útil :) Tenho uma perguntinha que não sei se podes responder, mas gostava de saber qual o preço por consulta da tua nutricionista.

    Beijinhos,
    Outra Noiva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá :)
      Também vais casar?
      Claro que posso responder. A doutora até pública essa informação no facebook dela.
      Bom, aqui vai ;)

      Go Clinic ( Lisboa ) - 218435920 e no Estoril ( Dayspa Isabel Queiroz do Vale) -917934892

      Go Clinic -40 eur a primeira consulta e 20 eur todas as restantes

      Estoril -30 eur a primeira e 15 eur as restantes .

      Eliminar
  2. Bem, escrevi um comentário gigante e não consegui publicar. eh eh eh.
    Aqui vai outra vez. Discordo completamente da primeira frase! :-p És um exemplo sim senhora porque é preciso muita força de vontade e coragem para persistir e conseguir tão bons resultados. Nota-se muito bem a diferença nas fotos! Parabéns.
    Quanto à dieta só não concordo muito com cortar os hidratos de carbono logo no início. Em relação ao exercício depende, porque se for muito o peso a perder é preferível começar logo de início para não se ficar com peles, etc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não és a primeira pessoa a queixar-se disso. Não sei porque acontece. E houve quem tivesse comentado com o Facebook e não aparece aqui :S
      Eu digo que não sou exemplo porque eu poderia fazer muito mais do que faço (por exemplo exercício). Há quem seja mais dedicado a dieta e exercício do que eu. É verdade que perdi muito peso, mas já ando há uns meses no mesmo número :S

      Eliminar
  3. No início é sempre mais fácil perder. Depois torna-se mais complicado, porque o corpo habitua-se mas não é impossível. Dá-lhe com o exercício, ou tenta ser mais activa introduzindo por exemplo uma caminhada todos os dias. Pode parecer que não mas no fim faz diferença!

    ResponderEliminar